Outsourcing e Opensource: uma combinação de sucesso

Em um mundo cada vez mais customizado, onde clientes/consumidores são vistos como indivíduos com nome e sobrenome, as empresas enfrentam o desafio de atender cada cliente de forma particular.

 

Essa nova realidade exige das empresas um esforço extra para adequar sua estrutura e estarem aptas e competitivas. Quanto mais customizada ao seu negócio a empresa se tornar, maior a chance de sucesso. Um dos pilares centrais é a tecnologia embarcada em cada empresa, e a partir disso surge a dupla Outsourcing e Opensource.

 

Quando uma empresa busca o Outsourcing, ela está em primeiro lugar buscando um parceiro que, sendo especialista em TI, irá trazer uma série de vantagens competitivas na área e usar todo o conhecimento a favor da tecnologia. Quando combinados o Outsourcing com o Opensource (software livre), tem-se uma parceria com inúmeras vantagens: financeira em primeiro lugar, pela substituição do software de licenciamento pago pelo livre e, tão importante quanto a redução de custos, é a adequação às suas necessidades particulares, pois uma das características do software livre é a flexibilidade e capacidade de customização.

 

Essa empreitada que à primeira impressão parece lógica e simples, enfrenta um entrave significativo, pois para que esse caminho rume ao sucesso, é fundamental uma cumplicidade muito grande entre a empresa contratante e a empresa de TI contratada. A última deve entender a fundo todos os processos, rotinas e funcionamento da contratante. Então, essa deve confiar no julgamento de sua contratada, que avalia dentre os softwares utilizados quais podem ser substituídos, qual o tempo de preparação e o nível de customização que será alcançado.

 

Todas as mudanças geram impactos. Assim sendo, a migração para Opensource deve ser planejada em todos os detalhes e testada exaustivamente antes de entrar em produção para minimizar o impacto negativo, mantendo a utilização no mínimo equivalente ao software de licenciamento pago.

 

Para nos situarmos, o Outsourcing somente, além de compensar a falta de recursos humanos e financeiros para investimentos, gera estimadamente uma redução de 15% a 20% dos gastos totais em TI. Uma pesquisa do IDC revela que somente a verba destinada a Outsourcing em TI e telecomunicações chegue a R$ 13 bi até 2010.

 

Para ilustrar os benefícios da combinação Outsourcing/Opensource, pensemos da seguinte forma: todas as empresas devem investir em TI (Pessoal, Hardware e Software). Cada migração para o Opensource reduz os investimentos em software, sem elevar outros custos, ou seja, a empresa melhora a estrutura, mantém os mesmos processos (que podem até se tornar mais eficientes) e literalmente deixa a conta da compra dos softwares no passado, usando a verba de outras maneiras, como treinamento de sua equipe, maiores investimentos em hardware ou simplesmente reduzindo custos.

 

O Outsourcing já provou seus benefícios como um serviço de qualidade com uma melhor relação custo/benefício. Quando aliado ao Opensource, estes mostram toda a capacidade que a tecnologia tem de ajudar as empresas a serem eficientes, investindo com mais certeza do resultado.

 

Gustavo Padovan Longo, diretor de negócios da Codix.

 

Tags: Opinião TIINSIDE

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • Twitter ícone social

Todos os direitos reservados OutTech © 2014